Conferência nacional do futebol : declarações centram-se na formação
A decorrer desde quinta-feira até sábado, a conferência nacional do futebol conta já com várias intervenções de agentes desportivos que visam a melhoria do desporto rei no país.Carlos Bastos de Almeida, ex-Secretário-geral da Federação Angolana de Futebol (FAF) disse à Agência AngolaPress, que "Para que os...

Conferência nacional do futebol : declarações centram-se na formação

Federação Angolana de Futebol · Girabola · Associações Provinciais

A decorrer desde quinta-feira até sábado, a conferência nacional do futebol conta já com várias intervenções de agentes desportivos que visam a melhoria do desporto rei no país.

Carlos Bastos de Almeida, ex-Secretário-geral da Federação Angolana de Futebol (FAF) disse à Agência AngolaPress, que "Para que os resultados venham a ter êxitos, é necessário apostar mais na formação de talentos, com a criação de mais escolas no país, para que o futuro venha a ser melhor."

A questão da formação, é aliás uma das temáticas mais abordadas, com o ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Edeltrudes Costa, a destacar na cerimónia de abertura da Conferência que "Convém realçar a aposta que deve ser feita na formação como sustentáculo do crescimento do futebol nacional. Não podemos deixar de destacar o meritório papel que já vem sendo desenvolvido por algumas academias na procura de formação de jovens talentos".

Ainda sobre a aposta na formação, Albino da Conceição, Secretário de Estado do Desporto, apontou o seu discurso aos objectivos da conferência, que é o de "apresentar as linhas orientadoras para o Plano Nacional de Desenvolvimento do Futebol, suportado pela investigação, consubstanciado em pilar de desenvolvimento sustentado [...] o objectivo específico é primeiro compreender e valorizar a relação entre o futebol e as escolas de futebol especializadas, assim como a cultura de valores positivos inerentes ao desporto e ao futebol em particular. O segundo objectivo é analisar o modelo da estruturação e a gestão da modalidade, inclui-se neste quadro a formação desportiva", finalizou.

Já em entrevista ao Jornal dos Desportos, Pedro Garcia, ex-capitão da selecção nacional, fala da formação, mas não apenas de jovens atletas, dizendo que é necessária também a aposta nos quadros e agentes ligados ao futebol : "Penso que devemos apostar na formação, quer dos jogadores, como de treinadores e de todas as pessoas que estão ligadas ao futebol. Mas eu continuo a dizer que se nós não encontrarmos os espaços nas zonas urbanas e suburbanas para que os petizes possam jogar futebol teremos muitas dificuldades. Não basta só ter escolas e falarmos de desporto escolar, é preciso também que os nossos meninos encontrem espaços no bairro para poder jogar, como nos nós jogávamos, porque para mim esta é uma das soluções".

Também o 1º de Agosto trouxe o seu contributo, através do seu presidente, Carlos Hendrick, que passamos a apresentar:



Joaquim Dinis, antiga glória do futebol nacional abordou também a questão da formação: