Mosquito luta contra sanção da FAF
O ex-presidente do Clube Recreativo da Caála do Huambo, Horácio Mosquito, anunciou através de comunicado que irá lutar contra a sanção imposta pela Federação Angolana de Futebol (FAF) no seguimento das declarações do próprio sobre eventuais actos de corrupção no futebol angolano, que afectariam vários actores...

Mosquito luta contra sanção da FAF

Corrupção no Futebol Angolano · Federação Angolana de Futebol · Recreativo da Caála

O ex-presidente do Clube Recreativo da Caála do Huambo, Horácio Mosquito, anunciou através de comunicado que irá lutar contra a sanção imposta pela Federação Angolana de Futebol (FAF) no seguimento das declarações do próprio sobre eventuais actos de corrupção no futebol angolano, que afectariam vários actores do universo futebolístico nacional.

Apresentamos o comunicado na íntegra:

"1 - Horácio Mosquito foi objecto pelo Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Futebol, de suspensão de toda a actividade desportiva durante o período de um ano e multa de 300.000 KZ.

2 - Não se tendo conformado com a referida sanção deu entrada hoje no Conselho Jurisdicional da Federação Angolana de Futebol do recurso de anulação daquela decisão.

3 - Estando absolutamente consciente de que nada fez de ilegal que justifique tal sanção vai esgotar todos os meios jurisdicionais ao seu alcance, nacionais e estrangeiros, na prossecução da verdade e reposição da legalidade."