Bravos do Maquis desiste das Afrotaças
O Futebol Clube 11 Bravos do Maquis do Moxico não irá marcar presença nas Afrotaças, mais concretamente na Taça da Confederação 2016, competição na qual poderia participar por mérito próprio por via da conquista da Taça de Angola 2015, na final frente ao Sagrada Esperança da...

Bravos do Maquis desiste das Afrotaças

Bravos do Maquis · Sagrada Esperança · Taça da Confederação

O Futebol Clube 11 Bravos do Maquis do Moxico não irá marcar presença nas Afrotaças, mais concretamente na Taça da Confederação 2016, competição na qual poderia participar por mérito próprio por via da conquista da Taça de Angola 2015, na final frente ao Sagrada Esperança da Lunda Norte.

A turma do Luena deveria ter apresentado à Federação Angolana de Futebol (FAF) garantias financeiras para suportar a participação na competição, algo que falhou cumprir de acordo com deliberação apresentada no final da assembleia-geral do clube na qual se deu a conhecer a "não disposição financeira do clube ...causada pelo patrocinador que, sem aviso prévio, efectuou corte do patrocínio, mediante um comunicado procedente do gabinete do director-geral da Caixa de Segurança Social das FAA, patrocinador oficial". As dificuldades financeiras do clube levam a que o mesmo se encontre em falta em vários meses de pagamento de ordenados e outras dívidas de várias origens,

Deste modo, os diamantíferos serão inscritos no lugar dos maquizardes, sendo que estes últimos, apesar da conquista - inédita - da Taça de Angola, desceram de divisão, devendo participar no próximo ano no Zonal de Apuramento ao Girabola 2017.

O Sagrada Esperança, para além de finalista vencido da Taça deste ano, terminou o Girabola no décimo lugar.