Dirigente denuncia corrupção no futebol nacional
Horácio Mosquito, presidente do Clube Recreativo da Caála anunciou em conferência de imprensa que apresentou à Procuradoria Geral da República (PGR), contra a corrupção no futebol nacional, na qual implica vários agentes desportivos.Na declaração, o dirigente assume que entrou ele mesmo no esquema, dizendo que já...

Dirigente denuncia corrupção no futebol nacional

Corrupção no Futebol Angolano · Federação Angolana de Futebol · Girabola

Horácio Mosquito, presidente do Clube Recreativo da Caála anunciou em conferência de imprensa que apresentou à Procuradoria Geral da República (PGR), contra a corrupção no futebol nacional, na qual implica vários agentes desportivos.

Na declaração, o dirigente assume que entrou ele mesmo no esquema, dizendo que já pagou a árbitros internacionais e aposentados, e que mesmo pagando foi prejudicado, pois alguém pagou mais que ele.

O suposto esquema de corrupção agora denunciado envolve casas, viaturas de luxo a membros da Federação Angolana de Futebol (FAF), árbitros que "jogam com 5 mil dólares em cada meia", detalhes que Horácio Mosquito diz apresentar à PGR assim que seja chamado.