FAF suspende presidente e técnicos indignados
O presidente do Clube Recreativo da Caála (CRC) foi suspenso pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Angolana de Futebol (FAF) por 30 dias devido às declarações prestadas à imprensa no final do encontro entre o CRC e a Académica do Lobito.Refira-se que a partida à...

FAF suspende presidente e técnicos indignados

Federação Angolana de Futebol · Girabola · Arbitragem

O presidente do Clube Recreativo da Caála (CRC) foi suspenso pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Angolana de Futebol (FAF) por 30 dias devido às declarações prestadas à imprensa no final do encontro entre o CRC e a Académica do Lobito.

Refira-se que a partida à qual reporta o castigo federativo aconteceu na 14ª e penúltima jornada da primeira volta do Girabola, no dia 24 de Maio passado, no qual a Académica do Lobito venceu por 1-0 o Recreativo da Caála, com golo de Jacek Magdziński aos 55 minutos de jogo.

Na passada terça-feira, dia 2 do corrente, Horácio Mosquito promoveu uma conferência de imprensa, onde, a título de cidadão, denunciou supostas práticas de corrupção no futebol angolano, e indicando que as mesmas denúncias foram entregues à Procuradoria Geral da República (PGR), seguindo cartas para outras instituições como a Presidência da República e Federação.

Também foram suspensos recentemente técnicos de outros clubes por razões semelhantes, como Ekrem Asma, da Académica do Lobito, com 15 dias de suspensão devido a declarações no final do jogo em Calulo com o Recreativo do Libolo, no qual a sua equipa perdeu por 1-0 fruto de uma grande penalidade "fantasma" assinalada pelo árbitro da partida Abel Banda. Já Ivo Traça, técnico do Desportivo da Huíla, foi também notificado por declarações semelhantes após a partida da 15ª jornada do Girabola em Saurimo frente ao Progresso da Lunda Sul.

Todos estes casos dizem respeito a declarações de agentes indignados pela actuação das equipas de arbitragem nos seus respectivos jogos. Não é, no entanto, do nosso conhecimento, se os juízes em causa foram ou serão castigados pelas alegadas más actuações.